Ciência A Terra está em ‘alerta vermelho’, diz relatório

'Grupo de cientistas que assina documento concluiu que a 'humanidade está inequivocamente enfrentando uma emergência climática

Por Da Redação
“BOLA DE GUDE AZUL” - A clássica imagem da Terra indefesa, de 1972: início do movimento ambientalista -on

 Estamos agora em “alerta vermelho” no planeta Terra, diz um estudo publicado na quarta-feira, na revista científica BioScience. Um grupo de cientistas liderado por William Ripple, professor da OSU College of Forestry, e pelo pós-doutorando Christopher Wolf concluiu que a “humanidade está inequivocamente enfrentando uma emergência climática”. 

Intitulado World Scientists’ Warning of a Climate Emergency 2022 (Alerta dos Cientistas Mundiais de Emergência Climática 2022, em tradução livre), o relatório observa que 16 dos 35 sinais vitais planetários que os autores usam para rastrear as mudanças climáticas atingiram índices extremos. Novos dados mostram ondas de calor mais frequentes e extremas, aumentando a perda de cobertura florestal global devido a incêndios e uma maior prevalência do vírus da dengue transmitido por mosquitos. 

Eles também observam grandes aumentos no consumo de combustíveis fósseis após as paralisações da pandemia de Covid-19 – apesar de um aumento nos compromissos de desinvestimento de combustíveis fósseis – e um aumento nos níveis de dióxido de carbono atmosférico para 418 partes por milhão, o mais alto já registrado. 

“Como podemos ver pelos surtos anuais de desastres climáticos, estamos agora no meio de uma grande crise, com muito pior por vir se continuarmos fazendo as coisas do jeito que temos feito”, disse Wolf. “Imploramos aos nossos colegas cientistas que se juntem a nós na defesa de abordagens baseadas em pesquisa para a tomada de decisões climáticas e ambientais”.

Desde que mais de 1.700 cientistas assinaram o relatório World Scientists’ Warning to Humanity (Aviso dos Cientistas Mundiais à Humanidade, em tradução livre), em 1992, as emissões globais de gases de efeito estufa aumentaram 40%. “À medida que as temperaturas da Terra estão subindo, a frequência ou magnitude de alguns tipos de desastres climáticos pode realmente estar aumentando”, disse Thomas Newsome, da Universidade de Sydney. “Pedimos aos nossos colegas cientistas de todo o mundo que se manifestem sobre as mudanças climáticas.”

Há cinco anos, Ripple e seus colegas emitiram o World Scientists’ Warning to Humanity: A Second Notice, (Aviso dos Cientistas Mundiais à Humanidade: Segundo Alerta, em tradução livre) também publicado BioScience e assinado por mais de 15.000 cientistas em 184 países.

BLOG. FRANCISCO FIGUEIREDO

Muito Obrigado por sua visita! A internet é a mais fantástica invenção do homem nos últimos tempos. A liberdade de pensamento que ela nos oferece é de um poder fenomenal. E foi tentando otimizar este espaço privilegiado, que editamos este Blog. O intuito é publicar e discutir qualquer assunto que seja notícia ou de interesse público. Muito obrigado por sua visita e não esqueça de interagir conosco, escrevendo e opinando. REPÓRTER INVESTIGATIVO, DETETIVE PROFISSIONAL - EQUIPE CODI. COMUNICAÇÃO E MÍDIA.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem