Sniper “mais letal do mundo” chega a Ucrânia para lutar contra tropas russas

Sniper “mais letal do mundo” chega a Ucrânia para lutar contra tropas russas quinta-feira 10 março 2022 8:27 Por Marcos Aurélio Silva Wali, nome pelo qual é conhecido, voluntariou-se para combater o exército de Putin

Foto: Reprodução Uma lenda entre combatentes, conhecida como Wali, decidiu rumar à Ucrânia, enquanto voluntário, para combater o exército de Vladimir Putin. 

Atirador de elite canadense se junta à Ucrânia na luta contra a Rússia.
Uma lenda entre combatentes, conhecida como Wali, decidiu rumar à Ucrânia, enquanto voluntário, para combater o exército de Vladimir Putin. 

O homem é um dos ‘snipers’ mais mortíferos do mundo. 

O sniper é canadense e para lutar pelas tropas ucranianas, deixou para trás mulher e o filho em seu país. 

 Wali – nome fictício – esteve no Iraque por conta própria para combater o Estado Islâmico e esteve duas vezes no Afeganistão como franco-atirador com as Forças Armadas do Canadá em 2009 e 2011. 

O atirador de elite é conhecido por bater o recorde militar ao matar um membro do “Estado Islâmico” a uma distância de 3.540 metros. Foi um amigo que o contactou a pedir ajuda para combater as tropas de Putin. “Ele disse-me que eles precisavam de um franco-atirador.

É como um bombeiro que ouve o alarme a tocar. Eu tinha que ir”, disse Wali ao jornal La Presse. O ‘sniper’ viajou da Polónia para a Ucrânia, indo contra um mar de centenas de milhares de refugiados ucranianos que viajavam na direção oposta em busca de segurança. “Quero ajudá-los. É simples assim”, disse à CBC. 

Recorde-se que o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky anunciou que aqueles que quisessem juntar-se aos combatentes ucranianos seriam bem-vindos.

Mais de 20 mil combatentes estrangeiros, incluindo portugueses, aceitaram ajudar e rumaram à Ucrânia para lutar contra os russos.

A invasão russa começou na madrugada de dia 24 de fevereiro e já dura há 14 dias. Pelo caminho matou milhares de civis, soldados e também dezenas de crianças. 

Esta quarta-feira ficou marcada pelo bombardeamento de uma maternidade em Mariupol que provocou, pelo menos, 17 feridos. O número de óbitos é, para já desconhecido.

Fonte: JORNAL OPÇÃO
  https://www.facebook.com/1461094877460592/posts/3232361327000596/

BLOG. FRANCISCO FIGUEIREDO

Muito Obrigado por sua visita! A internet é a mais fantástica invenção do homem nos últimos tempos. A liberdade de pensamento que ela nos oferece é de um poder fenomenal. E foi tentando otimizar este espaço privilegiado, que editamos este Blog. O intuito é publicar e discutir qualquer assunto que seja notícia ou de interesse público. Muito obrigado por sua visita e não esqueça de interagir conosco, escrevendo e opinando. REPÓRTER INVESTIGATIVO, DETETIVE PROFISSIONAL - EQUIPE CODI. COMUNICAÇÃO E MÍDIA.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade

Music